Reclamando da Globo.

dezembro 10, 2008

Depois daquele derradeiro Fantástico que o clipe da Lua-da-paixão-vai-sorrir-ou-vai-chorar da Sandijúnior ganhou de um dos Beatles, eu digo é vixe.

Todo mundo falando nesse seriado da Capitu: eu digo é vixe de novo. “Uma das personagens mais complexas da literatura brasileira.” Eu digo é vixe outra vez: a mulher é só olho, que nem dela é. Mas essas são outras questões: o principal problema é: no seriado, ela dá ou não dá pro Escobar?

E outra ainda: no livro matam ela em uma linha. E no seriado? Em um frame? Não, obrigado: fico com Heroes anytime of the week.

Anúncios

14 Respostas to “Reclamando da Globo.”

  1. Edson Junior Says:

    Eu estava curioso para ver alguma coisa dessa série, mas ontem, em casa, juro que o sono foi maior e mais, digamos, original.

    abraço.

  2. Jean Piter Says:

    A série parece que será legal. A começar pela trilha sonora que os jornais estão chamando de “rock-ópera”. Entre outras coisas, gosto do Michel Melahmed (será que é esse o sobrenome?), mas confesso que não tive paciência de ler o livro na época do segundo grau. Como Street Figth e Mortal Kombat eram prioridade na época, li só o resumo para fazer as provas, e nem me lembro mais. Talvez um dia eu o faça.

  3. Dayane Says:

    Quem não leu o livro consegue entender a série?
    Acho que se não existisse o livro e criassem só a série, ficaria mais interessante. Mais original. Claro!

  4. Caio Marinho Says:

    Ed, pode crer. E eu nem sei que horas tá passando. É todo dia ou semanal esse djábo?

    Jean, meu caro, de rock-óperas, fico com Quadrophenia. Melahmed? Sem comentários. (Hahaha!) Vá ler o livro, mah: até meu pai pegou emprestado pra ler. Está certo que a escola degenera toda a ficção antes de colocar nas nossas mãos, mas o livro é bom: o livro é bom.

    Dayane, sinceramente, não sei. Mas, mais original ficava com certeza. E, já que é pra passar na televisão, que ao menos seja novo, não é?

  5. ed Says:

    O livro é fantástico. ou nem o livro em si, mas a prosa de Machado. Mas o meu preferido mesmo é o Quincas Borba.

    Ontem estava ainda desperto quando começou (todos os dias, acho. cinco capítulos) e vi umas cenas: a voz do Bentinho é de doer.

  6. tati Says:

    Além de ser wannabe cult.
    Colocaram Sex Pistols na trilha! A troco de que?

  7. Caio Marinho Says:

    Além de Black Sabbath. A galera só quer fazer o que a Sofia Coppola fez no “Maria Antonieta”, que nem é essas coisas toda, mas tem mérito por ser original.

  8. thomaz Says:

    o melhor foi meu irmão, depois do fim da série:

    eu: e aí, gostou?
    ele: é legal, eu gostei. mas eu sabia que a Capitu ia trair ele.
    eu:…errr…pelo menos no livro, acho que não tem em nenhum momento da história uma prova disso…
    ele:o menino que fazia o filho dele era a cara do escobar.
    eu:mas é que a história é contada em primeira pessoa, tem que levar em conta a imaginação do narrador enciumado e talz.
    ele: o menino era a cara do escobar.

    televisão mata fantasia…
    =/

  9. Edson Junior Says:

    mas eu gostei de Maria Antonieta. tinha tudo a ver com o ‘espírito’ da rainha, né?

    mas Bentinho e Capitu com Ipods? É demais.

  10. criscalina Says:

    Engraço a história do olho. Mas CAPITU foi jóia.

  11. criscalina Says:

    *engraçado, eu quis dizer. :)

  12. Caio Marinho Says:

    Thomaz, meu caro, mata sim, concordo por demais: especialmente a Globo e especialmente adaptações feitas pela Globo. Em contrapartida, eu cito a trilogia doa Senhor dos Anéis, todos os Harry Potters e o antiquíssimo Apocalypse Now: adaptações que, sim, incitam e encatam imaginações e gerações. Como a Disney.

    Hum, então ela dá pro muy amigo na série? Via só um episódio, mas que bom que acertaram nisso, além da relação homo-erótica entre Betinho e Escobar. Pois não!

    Também gostei, Ed. Não me lembro, contudo, do que não gostei do filme, o que mostra o peso daquilo que não presta é irrisório. Vejam, vejam que é bom.

    Ipods?

    o.O

    Sério? E eu achando bisonho o narrador ser o Coringa.

    Mas “engraço”, Crisca – posso chamá-la de Crisca? Ou Lina talvez? – fica tão mais bonito. Quanto ao seriado, ainda estou esperando para que meu pai devolva meu livro. =)

    ***

    Arre! Será que esse blog se sustenta só nos comentários? Tentemos, que minha mãe chegou com um pen-drive doente aqui e o dito cujo saiu infectado todos os meus executáveis: todos os .exe, incluindo o derradeiro Rundll32. Esperem! Ouço sons, como os de uma formatação se aproximando. Podem ouví-los?

  13. ed Says:

    formatação? oh, nããããão!

  14. Caio Marinho Says:

    É a verdade verdadeira: já finalizei o processo de backup dos meus quadrinhos e minhas músicas are on the way.

    Nem o pen-drive da nossa mãe está a salvo.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: