Champs-Élysées.

novembro 5, 2008

Ao reparar o círculo dourado em seu dedo, perguntei:

– Ah, está noiva?

Ao que ela respondeu-me com um sorriso e um golé de café:

– Não. Era do meu pai.

Anúncios

2 Respostas to “Champs-Élysées.”

  1. tati Says:

    Isso é um post interno ou alguma cena obscura de algum filme francês?
    Eu vi um filme alemão que possui um diálogo igualzinho.

  2. Caio Marinho Says:

    A cena é verídica. Não me lembro quem me falou, mas peguei andando por aí. Muito boa, né?

    Sendo de filme alemão, só faz mais sentido estar aqui. Se fosse uma cena, estaria em itálico, bebê: as palavras dos outros são tortas.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: